Saúde Íntima: 10 Hábitos prejudiciais que você precisa eliminar hoje

A saúde íntima feminina é muito importante e deve ser cuidada todos os dias. Porém, há hábitos triviais que causam sérios problemas na região. Confira quais são os 10 hábitos ruins que você faz e que precisa parar hoje!

mulher usando calcinha e segurando uma flor
Saúde Feminina (Fonte: COPRA)

Alimentação e saúde íntima

Muitas mulheres não sabem que a alimentação está muito ligada à saúde íntima. Na realidade, tudo o que consumimos é absorvido pelo nosso corpo e terá um reflexo na nossa disposição e imunidade.

Mulher com alimentos saudáveis
Fonte: Cia. da Consulta

Assim, quem tem uma alimentação desregrada, com o consumo alto de doces, carboidratos e gorduras pode apresentar alteração no pH vaginal. Esse é um dos mecanismos de defesa da região íntima, sendo, naturalmente, mais ácido.

mulher comendo hámburguer
Fonte: João Bidu

Dessa maneira, a acidez do pH vaginal é em torno de 3,8 a 4, impedindo o surgimento e/ou sobrevivência de bactérias. Porém, a má alimentação acaba acidificando o pH, tornando o ambiente propício ao aparecimento de doenças.

10 hábitos ruins que prejudicam a sua saúde íntima

  • Calcinha de material sintético

Esse material impede a ventilação e aumenta a umidade natural da região. Por isso, o melhor tipo de calcinha é a de algodão.

  • Secar a calcinha em lugar errado

Deixar a calcinha secando no banheiro favorece a proliferação de fungos. A secagem da roupa íntima deve ser no sol. Outra dica é passar o fundo da calcinha com o ferro quente para eliminar os fungos e bactérias.

Dicas
Suco pouco conhecido é testado e aprovado como rejuvenescedor natural

Descubra como fazer e os seus poderes INCRÍVEIS!

Conferir
Você permanecerá no site atual
calcinha secando no varal
Tasaudavel
  • Sabonete íntimo

Alguns sabonetes íntimos alteram o ph vaginal. Assim, a melhor opção é higienizar com água e sabonete neutro.

mulher tomando banho
Bebê Genial
  • Biquíni molhado

Durante o uso de piscina ou ida à praia é muito comum passar horas com o mesmo biquíni, mesmo estando molhado. Porém, esse hábito proporciona um ambiente úmido, com baixa ventilação e quente, perfeito para a candidíase.

DICA
Como eliminar Rugas?

Métodos infalíveis e baratos para acabar de vez com elas!

Confira
Você permanecerá no site atual
mulher feliz com Saúde Íntima
Fonte: GRISFIT

Protetores diários

Há mulheres que têm o costume de usar o protetor diário. Porém, esse hábito impede a oxigenação e ventilação da vagina.

mulher cuidando da Saúde Íntima
Fonte: Claudia
  • Troca do absorvente

Durante o período menstrual é muito importante fazer a troca do absorvente regularmente, principalmente se esse for interno. Essa regra vale, mesmo quando o fluxo está baixo. A sugestão é trocar a cada 4h.  

mulher com absorvente interno
Fonte: A revista da mulher
  • Calça justa

Sabemos que o corpo femnino é cheio de curvas e nós amamos deixar bem definido com uma calça justa. Porém, o uso da peça apertada prejudica a ventilação, transpiração e manutenção da temperatura da vagina.

  • Uso do papel higiênico

O correto é usar o papel higiênico de frente para trás, evitando levar bactérias intestinais da região anal para a região da vagina.

  • Não fazer “xixi” depois do sexo

Mesmo com o uso de preservativo é muito importante fazer “xixi” após a relação sexual. Esse ato irá higienizar as secreções para a lubrificação vaginal liberadas pela própria mulher durante a relação.

  • Ducha vaginal

Um dos grandes vilões para a saúde íntima, já que destrói os mecanismos de barreira da vagina e ainda pode causar microfissuras.

Consulta periódica ao Ginecologista

Como visto, alguns hábitos diários que parecem inofensivos podem criar um ambiente perfeito para a proliferação de fungos e bactérias. Além de mudar essas atitudes é muito importância ir ao médico ginecologista, pelo menos, uma vez ao ano.

mulher no ginecologista cuidado da Saúde Íntima
Fonte: Women’s Health

Na consulta, além de tirar as dúvidas e receber orientações de acordo com suas necessidades, é importante realizar o exame de Papanicolau. Esse tem como objetivo detectar alterações nas células do colo do útero.

Com isso, pode ser identificada uma série de doenças, como clamídia, sífilis, gonorreia, HPV, candidíase, tricomoníase, nódulos ou cistos. Assim, com o exame período, mesmo que algo seja detectado, é possível tratar já no início.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

MAIS LIDAS

Gláucia AlvesFormada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como redatora de portais de notícias, produzindo conteúdo sobre nichos variados e agora pesquisa e escreve para moda, beleza e life style.
Veja mais ›
Fechar